segunda-feira, 15 de julho de 2013

JOSÉ BANDEIRA PINTA PORTO SEGURO

JORNAL A TARDE, SALVADOR,  SÁBADO ,17 DE AGOSTO DE 1974

O artista José Bandeira com obras pintadas em Porto Seguro
Cansado de pintar o casario colonial da velha Salvador o artista José Bandeira resolveu ir até Porto Seguro, no extremo sul do Estado com o objetivo de pintar suas belezas naturais.Ficou encantado com as paisagem e realizou um de seus melhores trabalhos inspirado na Primeira Missa rezada quando da descoberta do Brasil. Utilizando esta temática, Bandeira concebeu um trabalho rico em expressão e principalmente em colorido, onde cores fortes se destacam.
José Bandeira acaba de realizar uma exposição no hall do Grande Hotel da Barra, e outra, na Galeria Bonfiglioli, na Rua Augusta, em São Paulo. A grande maioria dos trabalhos expostos foi adquirida e agora Bandeira vai preparar outros trabalhos para uma próxima exposição.
Diz Bandeira: quando " retornei de São Paulo resolvi ir até Porto Seguro. Lá, fiquei encantado com a beleza do mar, com a beleza de suas praias semi-desertas. Este ambiente é o ideal para o pintor, que saindo da Cidade de concreto armado pode trabalhar tranquilamente inspirado naquilo que está observando."
E continua :  "para mim a arte é uma necessidade. Não se trata de passatempo e sim da expressão da alma, despejada na tela nua e branca."
Desde os 15 anos de idade que o artista José Bandeira vem trabalhando sem cessar. É um primitivo que se destaca dos demais pela qualidade de seu trabalho e também pela utilização dos espaços e das cores.
Bandeira consegue transmitir para a tela sua alegria de viver. Foto I.

HAROLDO BARROSO

O Sol, escultura de Haroldo Barroso
O escultor Haroldo Barroso, inaugurou na Galeria Grupo-B Rua das Palmeiras, 19 Guanabara uma individual de esculturas. Esta será a última apresentação do artista no Brasil.
Vênus de Milo,Louvre
Ele tem viagem marcada para a Europa como prêmio conquistado no XXII Salão Nacional de Arte Moderna, Haroldo está apresentando vinte trabalhos em aço e madeira, nos quais desenvolve um trabalho escultórico da linha concretista, com soluções geometrizantes tanto nos relevos como nas chamadas esculturas de vulto redondo. Haroldo Barroso é de opinião que o aço permite um rigor de execução que condiz com o rigor da forma. Por outro lado, a madeira propõe ao espectador sensações táticas.
Em sua individual o público poderá apreciar os projetos escultóricos de integração com a arquitetura e o espaço urbano, dos quais o melhor exemplo é o intitulado Monumento à Juventude à Cultura e ao Esporte, que apresentei há alguns meses nesta coluna.
Escultura é uma arte que representa imagens plásticas em relevo total ou parcial. Existem várias técnicas de trabalhar os materiais, como a cinzelação, a fundição, a moldagem ou a aglomeração de partículas para a criação de um objeto.
escultura de vulto é uma técnica de escultura em três dimensões, que, contrariamente ao alto e baixo-relevo não está fisicamente ligada a um fundo (e sim colocada sobre uma base ou pedestal) e é observável de qualquer ângulo, mesmo que a parte posterior não tenha sido terminada (como por exemplo Vênus de Milo, Louvre, ou algumas estátuas medievais). É o tipo de escultura mais utilizado em representações figurativas.

AFONSO LOPES

O artista plástico cearense, Afonso Lopes de 56 anos de idade, e cerca de 25 anos dedicados à pintura, está apresentando alguns trabalhos na Galeria Panorama. Foi um dos Fundadores da Sociedade Cearense de Artes Plásticas e já participou de vários salões de artes. Realizou sua primeira exposição em 1951, em Salvador e é apontado pelos críticos de arte como um dos mais destacados pintores cearenses da atualidade. Foto II.

BURLE MAX

O conhecido paisagista Burle Marx está expondo no Museu de Arte Moderna de São Paulo, Parque Ibirapuera, seus desenhos, cartões para tapeçaria, projetos paisagísticos, e jardins. A exposição foi intitulada Arte de Roberto Burle Marx.
São 300 obras concebidas durante 44 anos de atividades. Burle Marx internacionalmente conhecido já se apresentou na Bienal de Veneza, recentemente projetou os jardins e espelhos de água do Palácio do Itamarati e planejou a renovação do Parque Ibirapuera.

BIENAL DE SÃO PAULO

 Serão incluídos na Mostra de Gravura Brasileira as gravuras dos livros dos jesuítas impressas no Brasil por volta de 1700.As primeiras gravuras realizadas no Convento das Carmelitas, em Santa Tereza, por Antônio Isidoro da Fonseca por volta de 1744. Também será mostrado  um trabalho do Padre José Joaquim Viegas de Menezes, que além de viajar para Lisboa para estudar técnicas gráficas, traduziu para o português um clássico sobre a arte de gravar. O livro chama-se Traité des Manieres de Graver em Taille Douce, da autoria de Abraham Bousse.