domingo, 14 de julho de 2013

ERNANI VASCONCELLOS EXPÕE NO RIO

JORNAL A TARDE,SALVADOR,  12 DE OUTUBRO DE 1974


A obra Samba integrou a sua primeira exposição
 A Galeria do Grupo B, em Botafogo, na Guanabara, inaugurou no último dia 30 uma exposição individual de Ernani Vasconcellos que está completando 27 anos de pintura. “ A data – explica o artista – comemora também a minha primeira exposição realizada em 1974 da qual o quadro intitulado Samba, que por curiosidade, estará sendo apresentado na presente mostra .
Ele não expõe individualmente há cerca de dois anos e explica a sua ausência das galerias devido a falta de obras para expor, além da falta de tempo, já que sendo arquiteto vem trabalhando assiduamente no Departamento de Arquitetura do Metrô carioca.
Carioca, nascido em 1912, o artista formou-se,em arquitetura pela Escola Nacional de Belas Artes. Em 1934 conquistou o Prêmio Caminhoá , de Arquitetura que lhe proporcionou uma viagem à Europa. Sua primeira individual foi realizada Tetos do Brasil, em 1947. Então o principal centro das artes plástica no Rio.O artista tem vários prêmios como Viagem ao País ; do VII Salão de Arte Moderna, 1958; I Prêmio no IX Salão Paulista de Arte Moderna, 1960; I Prêmio em Pintura do XX Salão Paranaense, 1963, e o Grande Prêmio de Pintura, no IV Centenário do Rio de Janeiro, 1964.
Os críticos são unânimes em afirmar que os trabalhos de Ernani Vasconcelos apresentam grande plasticidade e também admirável coerência na renovação de sua linguagem, a qual elabora com autenticidade. Assim, Ernani divide o seu tempo entre a Arquitetura e a pintura, criando espaços e formas.

          ESTAÇÃO-MUSEU


Foi inaugurado recentemente em Pacobáiba, município de Magé, um marco comemorativo da primeira estrada de ferro construída na América do Sul, pelo Visconde de Mauá.  Encontra-se exposta a locomotiva a vapor n.51, fabricada em 1880, chamada de Baronesa. Esta estação, agora restaurada, transformou-se em núcleo de um Museu Ferroviário. Por outro lado, foi aberta uma mostra - I Salão de Artes Plásticas e artesanais do Ferroviário, como parte das comemorações do 17º. Aniversário da empresa.
A Estrada de Ferro Príncipe do Grão-Pará, fundada em 30 de abril de 1854, em Magé, na Estação Guia de Pacobaíba e cuja data de inauguração é comemorada até hoje, no dia do Aniversário da Baixada, será reativada.  será lançado o "trilho fundamental", o pontapé inicial da obra de revitalização do trajeto, que representou um marco na história de desenvolvimento do país.
De presente, a cidade ganhará uma réplica da primeira locomotiva a vapor no Brasil, a "Baronesa", que circulou pela primeira vez, na inauguração da estrada de ferro, em 1854. O evento está previsto para às 9 horas, na estação Guia de Pacobaíba, em Magé.

                                    ESCULTOR LUIZ FERNANDO PINTO


O escultor Luiz Fernando Pinto apresentou na Galeria Cañizares alguns trabalhos.Ele demonstra um grande controle e domínio sobre o material que utiliza na confecção de seus trabalhos. Serrando, lixando, polindo, martelando, retorcendo, suprimindo ou modificando superfícies Fernando Pinto busca uma maior plasticidade, às vezes quase imaginária. Existe uma intimidade entre o artista e o material que utiliza. Como ele bem define imagino o escultor como alquimista das artes e uma espécie de raiticeiro da tribo encarregado de transformar a sucata imprestável do lixo da sociedade de consumo em obras de arte, basicamente recuperadas do ferro-velho. O meu atelier, como o atelier de todos os escultores, é uma mistura de laboratório e de tenda de feiticeiro capaz de causar inveja ao próprio Lavoisier pois ali, nenhum material se perde e todos se transformam.

      EDUCAÇÃO ARTÍSTICA AGORA É OBRIGATÓRIO


A Lei 5.092 criou obrigatório a inclusão nos currículos do 1º e 2° graus de Educação Artística. Mas, embora a Lei exista, a Educação Artística ainda não ocupa o lugar que merece. A arte deve ser encarada como uma atitude que deixa a criança escolher livremente o que deseja fazer e criar. Aí está o grande papel da Educação Artística, que deve ser melhor encarada tanto nas escolas oficiais como particulares. Mas ela deve ser vista em termos globais porque só assim ângulos da personalidade que não são desenvolvidas dentro de uma educação tradicional que se preocupa apenas co a razão lógica, passariam com o auxílio do teatro e de uma Educação Artística global a ser desenvolvidos: a percepção e sensação, a intuição, a emoção e a afetividade.