domingo, 7 de julho de 2013

FESTIVAL DE ARTE NA GALERIA RAG

JORNAL A TARDE, SALVADOR, SÁBADO, 13 DE MARÇO DE 1976

Benedito  ao lado de uma obra de sua autoria
A Galeria de Arte Rag, que fica na Boca do Rio, a partir de 2 de abril próximo, realizará um Festival de Artes Plásticas, com exposições de quadros de pintores baianos ainda não projetados no ambiente da arte.
O esquema será o lançamento de quatro novos pintores cada mês, que farão exposições individuais por semana, sendo que o primeiro grupo será formado pelos pintores Benedito Barreto, Edmundo Simas, Joselito Duque e Ricardo Ferraro. O objetivo da Rag, com a promoção do Festival, é apresentar ao público valores novos ainda não projetados no ambiente artístico, através exposição na Galeria e divulgação de seus trabalhos.
Em maio, o proprietário da Galeria, Roberto Rag, deverá viajar para a Europa, levando os trabalhos apresentados e de outros pintores, como Calixto Salles, Ivan Lopes, Babalu, Costa Lima e Antoneto, fazendo a primeira exposição no navio, o Engênio C

O PRIMEIRO
O primeiro grupo que vai apresentar trabalho é formado pelos baianos Benedito Barreto, Eduardo Simas, Joselito Duque e Ricardo Ferraro, com os mais diversos temas individuais.
Benedito Barreto será apresentado pelo Professor Carlos Eduardo da Rocha. A exposição constará de 35 quadros de pintura a óleo sobre a realidade do Nordeste brasileiro e Alagados, sendo a maior parte representada por figuras humanas com expressão lírica. Será a sua estréia, como primeira exposição individual.
Benedito é baiano, nascido em Conceição de Almeida em 1932. Trabalhou muito tempo com desenho técnico publicitário, industrial e comercial e desde 69 tem atelier artístico na Rua Direita de Santo Antônio.
Fez o curso de licenciatura em Artes Plásticas da UFBA., concluindo em 1973 e cursos de Arte Sacra, Arte Barroca, Arte Contemporânea, Cerâmica e Gravura, no Museu de Arte Sacra.
Em 71, participou da Primeira Mostra de Artes da Bahia, promovida pela Biblioteca Central do Estado e de mais duas feiras de artes, promovidas pela UFBa., participou da exposição Outubro Arte 72, promovida pela UFBa, Feira de Artes do Patrimônio Histórico, no Pelourinho, expôs em coletiva na Galeria Cañizares, em 73 e na Galeria Rag, em julho do ano passado.
Benedito pinta desde 1962 e começou com o impressionismo pintando casario e paisagens. Seus quadros recentes são da escola expressionista. Ele dá ênfase à diversidade de cores e transmite movimento com expressões poéticas. No seu ateliê, enquanto pinta, ele pensa numa nova maneira de apresentar seus trabalhos, pesquisando outras linhas dentro da arte.

                                        UM PORTRAIT FAMOSO
Segundo o próprio Abraham Lincoln, este retrato em miniatura, obra do pintor National Portrait Gallery (Galeria Nacional de Retratos de Washington, é excelente, até mesmo irrepreensível. Lincoln posou cinco vezes para o artista, entre 14 e 25 de agosto de 1860 em Springfield, illinois. A miniatura foi encomendada pelo Juiz Johm. M. Read de Filadélfia, que ofertou à Senhora Lincoln, e permaneceu como propriedade da família até pouco tempo.John Henry Brown, Adquirido recentemente pela
Lincoln como todos sabem foi presidente dos Estados Unidos de 1861 a 1865.



                   OS CRITÉRIOS DE BIENAL 1976

   Já foram divulgados os critérios da Bienal Nacional de 1976 através o superintendente da Fundação, Professor Paulo Nathanael Pereira de Souza e será realizada entre os meses de outubro e novembro, no Pavilhão Armando de Arruda Pereira, mais conhecido por Parque Ibirapuera, reunindo obras que representam as tendências atuais das artes plásticas.
Poderão participar da Bienal de 76 artistas selecionados por um júri especial e convidados, a critério da diretoria da Fundação. As inscrições devem ser feitas ou encaminhadas diretamente à sede da Fundação Bienal de São Paulo, contendo das fichas obrigatoriamente os seguintes dados: nome, data e local de nascimento do interessado, denominação, dimensões, técnicas e preço de venda das obras, currículo, catálogos de participação em outras mostras e recortes de jornais sobre o autor e a obra.
Cada artista poderá enviar o mínimo de três e o máximo de cinco obras, e o conjunto delas não poderá ocupar mais de 15 metros lineares ou 25 metros quadrados de piso.
As obras devem ser enviadas até 30 de agosto, impreterivelmente e nas despesas de transporte ida e volta e seguro das obras remetidas á Bienal.
O JÚRI
O júri de Seleção será  composto de três membros entre críticos e especialistas em artes plásticas, podendo ser estrangeiro, a critério da Diretoria da Fundação. Essa seleção terá lugar no recinto da Bienal, entre 1º a 15 de setembro.
As obras de artistas convidados estarão isentas de seleção.Quanto ao Júri de Premiação será formado de cinco membros entre críticos nacionais e estrangeiros. Os jurados estarão reunidos entre 15 a 30 de outubro, e o primeiro colocado receberá CR$ 20 mil cruzeiros, o segundo CR$ 20 mil e o terceiro CR$ 15 mil. São quatro prêmios de
As aquisições de obras expostas deverão ser feitas exclusivamente através de seção da vendas da Fundação; de acordo com o preço estipulado com acréscimo de 15%, que correspondem à taxa de serviços da Fundação; cabendo ao artista recolher 8% ad valorem referentes ao Imposto de Renda.

                   DEZ ARTISTAS NA GALERIA CAÑIZARES

Foi inaugurada ontem na Galeria Cañizares, no Canela ,uma exposição coletiva de 10 artistas sergipanos. Os artistas expositores são: José de Dome, Joubert Moraes, Gervásio Teixeira, J. Inácio, Dora, Jorge Luís, Luís Adelmo, José Lima e Antônio Maia.

           REVISTA DE CULTURA LANÇADA EM SALVADOR

Em cerimônia que, possivelmente, contará com a presença do Ministro da Educação, Ney Braga, além de outras autoridades federais, estaduais e municipais, será lançada oficialmente no Estado da Bahia, no próximo dia 18, às 19;30 h, no Hotel Meridien, uma edição especial de 40 mil exemplares da Revista Cultura, destinada aos estudantes brasileiros, especialmente aos universitários.
A Revista Cultura - produzida pelo Departamento de Documentação e Divulgação do MEC, será lançada oficialmente em vários estados  brasileiros, em datas e locais a serem indicados pelos delegados regionais do MEC, começando por Brasília, no próximo dia 15. Ela será impressa em papel de menor custo para que possa ser vendida ao preço acessível de CR$8,00. Ainda fazendo parte do programa de seu lançamento em Salvador, no dia seguinte, ás 20 horas, haverá uma conferência no auditório do Desenbanco, embora não se tenha escolhido ainda o conferencista, que provavelmente será o vice-governador de São Paulo.

            SALÃO DE ARTE MODERNA

A Delegacia Regional do MEC informa que os artistas plásticos baianos que tenham interesse em participar do XXV Salão Nacional de Arte Moderna do MEC, que será inaugurado no dia 15 de maio, no Palácio da Cultura, no Rio de Janeiro, já podem se dirigir àquela Delegacia, no Largo dois de Julho, para preencher suas fichas de inscrições.
Cada concorrente poderá enviar até três trabalhos, os quais terão direito a ocupar a área total de 10 metros quadrados. As seções existentes no Salão abrangem as seguintes modalidades de artes plásticas: pintura, escultura, gravura, desenho, artes gráficas, arquitetura e arte decorativa. Os artistas residentes nos diversos Estados brasileiros poderão remeter seus trabalhos entre a segunda quinzena de março e a primeira quinzena de abril.