domingo, 14 de julho de 2013

ADILSON SANTOS O SURREALISTA BAIANO

JORNAL A TARDE, SALVADOR,  SÁBADO 20 DE ABRIL DE 1974


"Surrealismo para mim são elementos surpresa, imagens fantásticas, inconformismo com a realidade, comunicação através uma simbologia, sobretudo a minha visão pessoal de entrosamento com pessoas que fazem do meu dia a dia motivos emocionais." Estas palavras de inconformismo dentro de uma realidade vivencial foram pronunciadas pelo pintor Adilson Santos. Ele é baiano de nascimento e radicado em Ipanema, na Guanabara, onde já realizou quatro exposições individuais e prepara-se para mostrar no próximo mês uma série de trabalhos a óleo tendo como temática central a maçã, integrada a elementos

Adilson Santos  conseguiu um grande tento que foi o abandono dos temas regionais como o casario, elementos folclóricos partindo para os retratos que ele define assim: "os retratos que sempre procuro fazer não são apenas reflexos da pessoa retratada. Eu sentia e sinto necessidade de associar o rosto a uma imagem surreal, embora nem sempre seja compreendido pelas pessoas."
Foto recente de Adilson com obra de sua autoria
O artista Adilson Santos criou uma série de trabalhos enfocando a religiosidade interiorana representando figura e cenas da Via Sacra, emolduradas por uma paisagem nitidamente barroca. Mas esta não foi sua fase definitiva porque  evoluiu e hoje tem uma visão maior do universo e do mundo que lhe cerca.
Sua exposição será na Mini Gallery onde mostrará desenhos e óleos e logo em seguida deverá seguir para os Estados Unidos. Sem dúvida é mais um baiano que desponta.

             
ORIXÁS DE MARIA MUHAMA

Apresentando elemento do candomblé como tema principal de seus trabalhos, ora em exposição na Galeria do Hotel do Pelourinho, a pintora baiana Maria Muhana diz-se que "quando estou trabalhando me esqueço de tudo." Desde garota que gosta de pintar e já participou de duas coletivas na Galeria Panorama e também expôs seus trabalhos na Galeria do Banco de Crédito Nacional, em 1972, na Guanabara. É uma pintora impressionista que ainda tem muito que fazer pela frente. O que importa é que Maria Muhana tem talento e principalmente muita vontade de criar. Certamente com o passar dos anos ela vai amadurecendo seu trabalho e promete tornar-se numa das boas pintoras da boa Terra.

                DOIS ARTISTAS NO PELOURINHO

Os artistas Marco Cláudio e A. C. Ansoeau inauguraram sua exposição na Galeria do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia, no Largo do Pelourinho.
São trabalhos em bico de pena. Cláudio mostra as imagens mais profundas em termos de expressão poética nos desenhos com figuras humanas feitas através o pontilhismo. Ansoeau, nos apresenta personagem do mundo artístico, essencialmente, no campo da cinematografia, desde a querida Greta Garbo, Marilyn Monroe e Shirley Maclaine: ele enfoca ainda tema sobre o equilíbrio ecológico e suas transformações provocadas pelo progresso. É uma denúncia válida do ponto de vista artístico e social.