domingo, 12 de agosto de 2012

OBRAS DE PRESOS - LEONEL MATTOS COM OS COLEGAS DE PRISÃO - 1º DE MAIO DE - 2001



JORNAL A TARDE SALVADOR, TERÇA-FEIRA, 01 DE MAIO DE 2001.




             OBRAS DE PRESOS NA LEMOS DE  BRITO

Várias obras de arte e de artesanato dos internos da Penitenciária Lemos de Brito estão expostas no espaço localizado no Aeroclube Plaza Show.
Entre as obras expostas estão pinturas e tapetes do artista Leonel Mattos. Algumas delas foram feitas coletivamente com os colegas de presídio e outras foram criadas individualmente por ele. Os tapetes são confeccionados dentro da temática que o artista vem perseguindo há alguns anos, só que, desta feita ele está utilizando restos de fibras plástica de uma indústria de tapetes, e que envia este resíduo industrial para ser utilizado pelos presos. Com o material, Leonel tem conseguido ganhar alguns trocados e sustentar a família enquanto aguarda a reconquista da liberdade.
Reprodução da foto de Leonel Mattos, com alguns colegas que aprendem a lidar com a arte.
Numa conversa com o Secretário de Justiça, Heraldo Rocha, ele garantiu que dará todo o apoio necessário para que os aprisionados tenham condições de se expressar através da arte, num processo de reeducação e socialização. Vamos aguardar que a promessa seja concretizada.

   MOSTRA NACIONAL DE NOVOS TALENTOS DO DESIGN

Pela terceira vez consecutiva, jovens designers baianos marcam presença na Mostra Novos Talentos do Design de Norte a Sul do Brasil, realizada anualmente em São Paulo, por iniciativa do shopping especializado D & D – Design e Decoração. A representação baiana é de produtos que concorreram ao prêmio Liceu de Design, numa parceria com o Liceu de Artes e Ofícios da Bahia e a Faculdade de Arquitetura da Ufba. Durante a mostra, que acontece até 6 próximo, no D & D, estão em exposição quatro peças da Bahia: Luminária Omolu , de Erik Oliveira; Módulo Patola, de Guilherme Bastos e Cadeira Espera, de Fábio Covolo , e Bancada Trapo, de Rodrigo Lira e José Ribas.
A qualidade dos protótipos levou o D & D a formalizar convite para mais quatro peças do prêmio Liceu de Design participem do evento em 2002.

          ARTE COM NOSTALGIA DE MARIA DEL PILAR

Doce lembrança da infância pode se transformar em obra de arte. É o que comprova a exposição de pinturas de objetos Recuerdos, que a artista plástica Maria Del Pilar abre, hoje, no Bar e Galeria Casa 8, no Rio Vermelho, às 19 horas. Até o dia 15, pode se visitar este imaginário infantil que Maria Del Pilar expressou com grande toque de feminilidade. São bonequinhas, fotos antigas, caixinhas de músicas, luvas, vidros de perfumes de porcelana que ela apresenta em suporte de madeira, colocando ali a sua nostalgia de menina. Em algumas peças, ela também resgata canções antigas. 
A artista Maria  Del Pilar, ao lado de dois objetos e uma pintura de sua autoria.
O tom intimista também aparece nas pinturas de acrílico sobre tela de figuras humanas estilizadas, em cores vivas e fortes. Maria Del Pilar tem participado de exposições coletivas e de alguns salões, como a Bienal do Recôncavo, ano passado. Em 2000, também mostrou seu trabalho na exposição pintando no Farol, no Museu Náutico, que reuniu diversos artistas
.