segunda-feira, 13 de agosto de 2012

VISUAIS- CALASANS NETO COM LAGOA & MAR - 9 DE MAIO DE - 2000


JORNAL A TARDE, TERÇA-FEIRA, 9 DE MAIO DE 2000.
                     CALASANS NETO COM LAGOA & MAR

 Um dos nomes da gravura brasileira, o baiano Calasans Neto estará expondo no MAM-Ba a partir do próximo dia 12, obras da série Lagoa & Mar. A exposição, que fica em cartaz até 18 de junho que vem, é composta por 20 obras em buril sobre cobre produzidas entre 95 e 1998, com formatos variando em torno de 66 cm x 48 cm, e temas que vão do figurativo à quase abstração. O artista já elaborou vários álbuns, com gravuras, alguns produzidos por ele, e outros, por editores brasileiros. Fez capas e ilustrações para inúmeros livros, dentre eles Teresa Batista, Cansada de Guerra e Tieta do Agreste, de Jorge Amado, e História Natural de Pablo Neruda, de Vinícius de Moraes. Calasans tem um vasto currículo, recheado de exposições no Brasil e no exterior. Participou da 18ª Bienal de São Paulo, em 85, e no ano seguinte, da II Bienal de Havana.
O artista Calasans Neto falando a este colunista sobre sua próxima exposição.
                                            ARTE CONTEMPORÂNEA INGLESA
Única coleção de arte moderna inglesa em um museu brasileiro, o acervo inglês do Museu Regional de Arte de Feira de Santana fica em exposição no Casarão do MAM-Ba, de 12 a 27 deste mês. São 30 obras em óleo sobre tela e Eucatex, resina sobre metal, técnica mista sobre Eucatex e papel, de autoria de Anthony Donaldson. Allan Davie, Bary Burman, Brett Wittelly, Bryan Organ, David Oxtoby, Derek Hirst , Derel Snow, Howard Hodckin, Graham Sutherland, John Piper, John Kiki, Joe Tilson, Paul Wilks e Pauline Vincent. Este acervo, considerado um verdadeiro tesouro da arte contemporânea inglesa, especialmente das décadas de 50 e 60, foi doado quando o museu feirense foi aberto em 1967, por seu fundador, o embaixador Assis Chateaubriand, e apresenta algumas peculiaridades. Por exemplo, a obra intitulada Três Torres de Suffok, de John Piper, já pertenceu ao acervo da Tate Gallery, em Londres; a tela Muggeridge em Azul é assinada por Bryan Organ, artista que ficou famoso no mundo inteiro por ter pintado o retrato de Lady Di, que figura na galeria dos retratos da família real inglesa, no Palácio de Buckingham.
                                               SÉRGIO RABINOVITZ
O artista Sérgio Rabinovitz é um dos nomes mais importantes da arte gestual em nossa cidade. Agora, ele faz nova exposição apresentando elementos contemporâneos nas composições de suas obras. Esta visão contemporânea é uma marca registrada de sua produção, especialmente, depois que ele passou uma temporada nos Estados Unidos mantendo contato com a nova arte. De lá para cá, Sérgio vem realizando inúmeras exposições de gravuras, óleo sobre tela, sempre enfocando composições aprimoradas. Agora ele expõe no Museu de Arte Contemporânea do Paraná.
Reprodução de foto de Sérgio Rabinovitz com algumas obras ao fundo.