quinta-feira, 16 de agosto de 2012

VISUAIS - ESTÍMULO À CRIATIVIDADE - 11 DE JULHO DE - 2000

JORNAL A TARDE TERÇA-FEIRA, 11 DE JULHO DE 2000

                                             ESTÍMULO À CRIATIVIDADE


A Escola Caminho das Artes, criada pelos artistas plásticos e professores Ailton Lima, Ana Maria Villar e Márcio Carvalho (também administrador), entra em nova fase e anuncia os novos projetos para este semestre. De cara, o reforço do artista Edson Calmon, que está ministrando o curso Estímulo à Criatividade Através da Expressão Plástica e, em agosto, inicia um trabalho didático com aerografia. A galeria do espaço vai abrigar uma exposição coletiva, a partir de 3 de agosto próximo, com obras selecionadas por Edson Calmon, produzidas por alunos de edições anteriores do curso. As aulas para crianças e adolescentes, coordenadas por Adriana Fonseca, acontecem regularmente, assim como os cursos de História da Arte, História da Arte Brasileira e Introdução às Técnicas da Pintura, com Ana Maria Villar.  (FOTO)

                                                 A QUIETUDE DA TERRA

Todas as salas de exposições do Museu de Arte Moderna da Bahia estão ocupadas pela mostra A Quietude da Terra: Vida Cotidiana, Arte Contemporânea e Projeto Axé, coletiva de 19 artistas internacionais, ficando em cartaz até 6 de agosto. Os trabalhos, que foram criados com a participação das crianças do Projeto Axé, poderão ser vistos de terça a sexta-feira, das 13 às 21 horas, sábados, das 15 às 21, e domingos, das14 às 19 horas, com entrada franca. Idealizada pela canadense radicada em Nova Iorque, France Morin, administradora de arte contemporânea e historiadora da arte. A Quietude da Terra, é uma série de projetos, que teve início em 1995, buscando promover o encontro de artistas plásticos e comunidades, para que ambas as partes tenham a oportunidade de colaborar e perceber, tanto as diferenças que o dividem com as semelhanças que os ligam. A primeira experiência foi realizada em 1997, nos Estados Unidos, com a única comunidade Shaker ainda existente, no Estado do Maine. Para esta segunda etapa, a instituição escolhida foi o Projeto Axé, sediado em Salvador e que tem como missão cultivar a ética através da estética com o propósito de resgatar a dignidade dos meninos de rua e dar-lhes ferramentas para transformar vida positivamente. Criado em 1990, pelo italiano Cesare La Rocca, o Axé, hoje, atende mil crianças e adolescentes que participam de programas oferecidos com a condição de retornarem para casa e freqüentarem a escola.

EXPOSIÇÃO DE ABAJURES NO SHOPPING  LAPA

De manhã até o dia 22 próximo, Roberto Maron Couto (arquiteto) e Joseilton Ferreira da Fonseca (artista plástico) estão expondo abajures em alumínio, com pinturas especiais, no Espaço Arte,3º piso do Shopping Center Lapa.
Segundo Roberto, o alumínio foi o material escolhido por ser inoxidável e possibilitar melhor manuseio para realização dos objetos, além de expressar funcionalidade, beleza e durabilidade.
As cápsulas, em diversidade de formas e dimensões, podem ser feitas em telaflex, papel pergaminho, papel reciclado, opalina simples ou texturizada, com acabamentos variados.
Sobre o processo de criação de cada abajur, J. Fonseca assinala que, “utilizando-se da natureza das mãos criamos os abajures, com método de trabalho próprio do artesão; moldamos o alumínio peça a peça”. Segundo Roberto, “a presença deste marcante elemento na decoração transforma a atmosfera do ambiente, em virtude da magia da sua luminescência que lhe são inerentes”.