quinta-feira, 2 de maio de 2013

2º SALÃO BAIANO DE ARTES PLÁSTICAS SERÁ EM OUTUBRO - 26 DE JUNHO DE 1989


JORNAL A TARDE,SALVADOR,  SEGUNDA-FEIRA , 26 DE JUNHO DE 1989

2º SALÃO BAIANO DE ARTES PLÁSTICAS SERÁ EM OUTUBRO

O 2º Salão Baiano de Artes Plásticas será realizado de 27 de outubro a 31 de dezembro e as inscrições já poderão ser feitas no Departamento de Artes Plásticas da Secretaria da Cultura do Estado, partir do dia 4 de julho.
Entre os críticos que participarão da seleção estão Aracy Amaral, Geraldo, Edson de Andrade, Sérvulo Esmeraldo e um baiano. A Comissão de indicação de artistas será composta por Ivo Mesquita, Ana Letícia, Adalício Araújo e outro a ser ainda escolhido.

Eis o Regulamento do Salão:

REGULAMENTO
Da Finalidade
Artigo 1º-A Fundação Cultural do Estado da Bahia, através do Departamento de Artes Plásticas, realizará o 2º Salão Baiano de Artes Plásticas, no Centro de Artes Plásticas Solar do Unhão, de 27 de outubro a 31 de dezembro de 1989.
Parágrafo Único: Participarão do Salão, artistas brasileiros e estrangeiros, residentes no País, nas seguintes modalidades: pintura, escultura, desenho, gravura, tapeçaria, fotografia, instalação, performance e vídeo.
DA PARTICIPAÇÃO ESTADUAL
Artigo 2º- Serão abertas inscrições só para artistas residentes no Estado da Bahia.
- As inscrições serão efetuadas através de fichas distribuídas pelo Departamento de Artes plásticas e cada artista poderá inscrever-se em todas as modalidades, com no mínimo 02(dois) e no máximo 03 (três) obras, para cada modalidade.
- Os artistas inscritos com trabalhos bidimensionais disporão de 03(três) metros lineares.
3º- os artistas inscritos em performance e vídeo disporão de 15 (quinze) minutos para apresentação.
4º- Os artistas inscritos em instalação disporão de no máximo 10m2 e no ato da inscrição deverão apresentar um projeto com desenhos indicativos ou fotos, além de memorial descritivo.
- Será de responsabilidade do candidato inscrito em performance, vídeo e instalação: a montagem, desmontagem, operação e transporte das obras, bem como a obtenção do equipamento.
- Artistas funcionários do Departamento de Artes Plásticas não poderão participar do 2º Salão Baiano de Artes Plásticas.
DA PARTICIPAÇÃO NACIONAL
Artigo 3º - Os artistas de outros estados participarão do 2º Salão de Artes Plásticas desde que sejam indicados por uma Comissão de Críticos, designados pelo Departamento de Artes Plásticas.
 -Os críticos que participarem da Comissão de indicação não participarão da Comissão de Seleção e Premiação.
- Os artistas indicados pela Comissão de indicação concorrerão em igualdade de condição com os artistas selecionados no Estado da Bahia, aos prêmios do 2º Salão Baiano de Artes Plásticas.
- São válidas para os artistas de outros estados as obrigações explícitas nos parágrafos 1º, 2º, 3º, 4º, e 5º do Artigo 2º.
DA ENTREGA DAS OBRAS
Artigo 4º- As obras dos inscritos (Bahia) e indicados (outros estados) deverão ser entregues no Centro de Artes Plásticas Solar do Unhão, Av. do Contorno, s/n, CEP40110, telefone3243-6174, Salvador-Bahia.
- O prazo de inscrição é de 04 de julho a 16 de agosto de 1989.
Artigo 5º- O transporte e seguro e correrão por conta do artista.
Artigo 6º- As obras não selecionadas terão um prazo de 15 (quinze) dias após a publicação do resultado, 21 de agosto de 1989, para serem retiradas.
Artigo 7º- Terminada a exposição os artistas do estado da Bahia deverão retirar seus trabalhos até 20 (vinte) dias após o término da exposição. As obras dos artistas de outros estados serão devolvidas pelo Departamento de Artes Plásticas na embalagem de origem com fretes a cobrar.
Artigo 8º- O Departamento de Artes Plásticas da Fundação Cultural do Estado da Bahia exime-se da responsabilidade pelas obras não retiradas dentro dos prazos fixados.
DA SELEÇÃO E PREMIAÇÃO
Artigo 9º - A seleção e a premiação dos artistas inscritos na Bahia serão feitas por uma comissão designada pelo Departamento de Artes Plásticas, composta de críticos residentes no estado da Bahia em outros estados.
DOS PRÊMIOS
Artigo 10º- Serão atribuídos 10(dez) prêmios no valor de NCz$1.500,00 (hum mil e quinhentos cruzados novos), cada prêmio
Artigo 11º-Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão de Seleção e Premiação.
CALENDÁRIO
Inscrição: de 04 de julho a 16 de agosto de 1989.
Reunião da Comissão de Seleção e Premiação: de 18 a 20 de agosto de 1989.
Divulgação do resultado: 21 de agosto de 1989.
Abertura do Salão 27 de outubro de 1989.
Encerramento: 31 de dezembro de 1989.

AS FITAS EMBLEMÁTICAS DE CÉSAR ROMERO NA BONINO

Faixa Emblemática de 80 x 80 cm . Destaco o movimento
Amanhã, às 21 horas, na Galeria Bonino, rua Barata Ribeiro, 578, Copacabana, Rio de Janeiro, a mostra individual do pintor baiano César Romero. São pinturas executadas nos últimos dois anos, liquitex sobre tela. Os formatos variam de 60 x 60 cm a 125 x 125 cm.
Sobre seu trabalho fala o artista: Tenho ocupado quase todo o meu tempo, minha energia, numa busca constante, ininterrupta, de uma visualidade brasileira. Viso a aglutinação de uma semiótica nordestina, traduzida de forma plástico-visual, por entender Arte enquanto linguagem, uma sucessão de símbolos de raízes ancestrais, que emerge do popular.
Desde 1978 venho estudando, coletando, reinterpretando, recriando a simbologia do Nordeste, buscando uma coerência interna e registrar, não deixando morrer as marcas que o povo criou. De início me interessou a Colcha de Retalhos, com sua variedade de cores, formas, texturas. Nela inscrevi um vocabulário nordestino, afro-brasileiro e chamo de Faixas Emblemáticas. Meu trabalho pretende ser uma espécie de memória de meu povo. Há um lado seletivo em mim, um lado de escolha intelectual, onde filtro o popular, que é sempre raiz e o transformo numa meia linguagem, recriando os sinais do povo. Sempre estive ligado ás manifestações populares.
Mais do que nunca, devemos buscar uma arte que registre nossa época, dilatando consciências, formando e informando sobre a idéia de pátria.O Brasil será pátria daquele artista que busque seu País, e dele tire substrato para sua Arte.