domingo, 10 de fevereiro de 2013

YEDAMARIA EXPÕE SUAS GRAVURAS NA BIBLIOTECA CENTRAL DOS BARRIS - 11 DE JULHO DE 1988


JORNAL A TARDE,SALVADOR,  SEGUNDA-FEIRA, 11 DE JULHO DE 1988

YEDAMARIA EXPÕE SUAS GRAVURAS NA BIBLIOTECA CENTRAL DOS BARRIS


Yedamaria estará mostrando suas gravuras em preto e branco e em cores no dia 15, num novo espaço que foi criado na Biblioteca Central. A temática inconfundível de Yedamaria que são os peixes, frutas e os barcos que singram as águas azul e clara do mar da Bahia.A artista tem vários cursos, inclusive nos Estados Unidos, e hoje é uma das melhores gravadoras do País.
É professora da Escola de Belas-Artes e sempre procura transmitir os seus conhecimentos a jovens estudantes e artistas que se interessam pela gravura. É uma artista cuidadosa e gosta de acompanhar com muito zelo todas as fases do seu trabalho, a exemplo, quando envia uma obra para uma reprodução. A exposição de Yedamaria é sempre uma lição de vida pela sua dedicação, pelos seus critérios rígidos de trabalho e, principalmente, pela riqueza do desenho e escolha das cores, quando ela nos apresenta suas gravuras representando as cores das belas frutas tropicais.


CONCURSO PARA ESCOLHA DA MARCA DA ESCOLA
 DE DANÇA

Está aberto o concurso público para a escolha da marca para a Escola de Dança, cujo prêmio é de CZ$50 mil.Podem concorrer somente estudantes universitários e, a marca deverá ser apresentada em cinco pranchas no formato 297x420 em papel branco fosco de 180 gramas.
Determina ainda o Edital que na prancha 1 o autor terá que apresentar a marca em preto com fundo branco; na prancha 2 marca em negativo, em branco com fundo preto; na prancha 3 marca cor positivo com fundo branco; prancha 4 marca cor negativo, ou seja, em branco fundo na cor e, finalmente, na prancha 5 a marca-construção gráfica, ou seja o desenho construtivo da marca mostrando linhas de construção da marca, proporções, concordâncias, ângulos etc. A cor da marca deverá ser o azul, cujo tom será determinado pelo criador.
As inscrições podem ser feitas na Pró-Reitoria de Extensão na Avenida Araújo Pinho nº 32, no Canela, às 17 horas no dia 1º de agosto. Qualquer dúvida os interessados podem procurar a artista Edsoleda Santos que está coordenando o concurso.

ESCULTOR GILSON NASCIMENTO LANÇA UM LIVRO 
DE POESIAS

O escultor Gilson Nascimento lançou recentemente, no Gabinete Português de Leitura, o seu primeiro livro individual de poesias, intitulado 33 Poemas para um Cristal de Amor.Segundo o artista, trata-se de poemas que ele fez quando trabalhava a escultura Pégasso, que considera um símbolo da inspiração poética.
"Foi uma edição penosa, sem qualquer patrocínio, tudo fruto da minha luta individual.Até mesmo espaço do lançamento foi alugado.Na verdade, eu nem tentei patrocínio, porque não acredito mais. Certa vez, deixei um trabalho meu na Fundação Cultural, que passou um ano e dois meses para me dizer não "- explicou Nascimento.
O artista já tomou parte de duas coletâneas, a primeira, Nesse Encontro, com mais três poetas, em 1979, pela Federal Baiana dos Escritores; e a segunda, Terço de Cristal, em 1984, pela Contemp, com mais de 14 poetas. Agora, com gastos próprios, lançou sua mais recente obra. “O trabalho é minha única bandeira”, resume Gilson Nascimento.

1º SALÃO BAIANO DE ARTES PLÁSTICAS

Já está a disposição dos artistas, no Departamento de Artes Plásticas da Fundação Cultural, as fichas de inscrição para o 1º salão Baiano de Artes Plásticas, que poderão ser feitas de 1º de agosto a 19 de setembro. A Comissão para Seleção e Premiação, que ocorrerão de 22 a 26 de setembro, e os resultados serão conhecidos em 28 de setembro. A abertura do Salão será em 4 de novembro e encerramento em 4 de dezembro. As outras serão mostradas no Centro de Artes Plásticas Solar do Unhão.
A Comissão Julgadora será composta de três críticos locais, já tendo sido escolhido o professor Ivo Vellame, este colunista e um terceiro nome ainda está para ser decidido. Virão ainda três críticos de fora, Marck Bercovitz, do Rio de Janeiro; Sérvulo Esmeraldo, do Ceará, e Olívio Tavares de Araújo, de São Paulo, este ainda está para confirmar sua vinda devido a possibilidade de viajar para a Grécia. Informa Zivé Giudice que esses críticos de fora escolherão, cada um, oito nomes de artistas para integrar o salão, para evitar que sejam enviadas muitas obras, inclusive sem qualificação, o que implicaria numa superestrutura. Esses artistas a serem indicados concorrerão nas mesmas condições com os artistas locais. Juntos os seis críticos (locais e de fora) vão premiar os vencedores do Salão Baiano de Artes Plásticas, que será, sem sombra de dúvida, a mais importante manifestação de arte este ano da Bahia.
São 10 prêmios, cada um no valor de CZ$ 150 mil para as 10 melhores obras que serão expostas no salão. Veja o Regulamento na íntegra.

REGULAMENTO

DA FINALIDADE
Artigo 1º- A Fundação Cultural do Estado da Bahia, através do Departamento de artes plásticas, realizará o 1º Salão Baiano de Artes Plásticas, no Centro de Artes Plásticas Solar do Unhão, de 4 de novembro a 4 de dezembro de 1988.
Parágrafo Único: Participação do 1º Salão Baiano de Artes Plásticas, artistas brasileiros e estrangeiros residentes no País, nas seguintes modalidades: pintura, escultura, desenho, gravura, tapeçaria, fotografia, instalação, performance e vídeo.

DA PARTICIPAÇÃO ESTADUAL
Artigo 2º- Serão abertas inscrições só para artistas residentes no Estado da Bahia.
-As inscrições serão efetuadas através de fichas distribuídas pelo Departamento de Artes Plásticas e cada artista poderá inscrever-se em todas as modalidades, com o máximo 3 (três) obras para cada modalidade.
2º- Os artistas inscritos com trabalhos bidimensionais disporão de 3 (três) metros lineares.
- Os artistas  inscritos em performance e vídeo disporão de 15 (quinze) minutos para apresentação.
4º- Os artistas inscritos em instalação disporão de no máximo 10 m² e no ato da inscrição deverão apresentar um projeto com desenhos indicativos ou fotos, além de memorial descritivo.
- será de responsabilidade do candidato inscrito em performance, vídeo e instalação: a montagem, desmontagem, operação e transporte das obras, bem como a obtenção do equipamento.
-Artistas funcionários da Secretária da Cultura poderão participar do 1º Salão Baiano de Arte Plásticas, sendo vetada sua concorrência à premiação.

DA PARTICIPAÇÃO NACIONAL

Artigo 3º- os artistas de outros estados participarão do 1º Salão Baiano de Artes Plásticas através da indicações da Comissão de Seleção e Premiação.
- Os artistas indicados pela Comissão concorrerão em igualdade de condição com os artistas inscritos e selecionados no Estado da Bahia aos prêmios atribuídos no Sala Baiano de Artes Plásticas.
- São válidas para os artistas de outros estados as obrigações explicitas nos parágrafos 1º, 2º,3º,4º,5º do Artigo 2º
DA ENTREGA DE OBRAS
Artigo 4º- As obras dos inscritos (Bahia) e indicado (outros estados) deverão ser entregues no Centro de Artes Plásticas Solar do Unhão, Av. Contorno, s/n, CEP 40110, telefone 3243-6174, Salvador-Bahia.
- O prazo de inscrição é de 1º de agosto a 19 de setembro de 1988.
Artigo 5º- O transporte e seguro correrão por conta dos artistas.
Artigo 6º- As obras não selecionadas terão um prazo de 15 (quinze) dias após a publicação do resultado, 28 de setembro, para serem retiradas.
Artigo 7º- terminada a exposição, os artistas do estado da Bahia deverão retirar seus trabalhos até 20(vinte) dias após o término da exposição. As obras dos artistas de outros estados serão devolvidas pelo Departamento de Artes Plásticas na embalagem de origem com frete a cobrar.
Artigo 8º- O Departamento de Artes Plásticas da Fundação Cultural do Estado da Bahia exime-se da responsabilidade pelas obras não retiradas dentro dos prazos fixados.

DA SELEÇÃO E PREMIAÇÃO
Artigo 9º- A seleção, a indicação dos artistas de outros estados e premiação serão feitas por uma Comissão designada pelo Departamento de Artes Plásticas, composta de três críticos residentes no estado da Bahia e três residentes em outros estados e o diretor do Departamento.

DOS PRÊMIOS
Artigo 10º- serão atribuídos 10 (dez) prêmios no valor de CZ$150.000,00 (cento e cinqüenta mil cruzados)
Artigo 11º- Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão de seleção e premiação.

CALENDÁRIO
Inscrição: 1º de agosto a 19 de setembro de 1988.
Reunião da Comissão para seleção e premiação: 22 a 26 de setembro de 1988.
Abertura do Salão: 4 de novembro de 1988.
Encerramento: 4 de dezembro de 1988.


CONCLUINTES DO CURSO DE PINTURA FAZEM MOSTRA

Os alunos concluintes do Curso de Pintura IV da Escola de Belas Artes, da Universidade Federal da Bahia com o objetivo de reativar o espaço cultural da Galeria Cañizares aproveitarão a avaliação da Disciplina Pintura IV , para uma análise crítica evolvendo a comunidade da Escola de Belas Artes, onde estímulos complementares à exposição decorrentes do processo criativo dos participantes,provoquem uma relação ativa do espectador.
Participam da exposição  coletiva Andréa Rios May, Antônio Cezar Lopes Dávila, Augusto Frederico Pereira dos Santos, Cardmo Ledna Pereira, Hamilton Cerqueira Lima, Larry Wallace Guerra Santos, Lenise Ribeiro Souza e Normélia de Oliveira Borges. Dizem os jovens artistas que estão expondo seus trabalhos e se expondo ao mesmo tempo, objetivando provocar um questionamento envolvendo a comunidade numa avaliação ativa do ensino da arte.