domingo, 10 de fevereiro de 2013

JEAN MARC DUTHOIT EXPÕE SUAS OBRAS EM SALVADOR -


JORNAL A TARDE , SALVADOR, SEGUNDA-FEIRA, 11 DE ABRIL DE 1988

JEAN MARC DUTHOIT EXPÕE SUAS OBRAS EM SALVADOR

Jean Marc com um dos seus trabalhos figurativos
De 13 a 27 do corrente o grupo Neura estará se apresentando no Água do Mar, na Barra, inclusive com uma exposição do pintor francês Jean Marc Duthoit, que trabalha há 10 anos. Ele estudou três anos na Academia de Desenhos e Pintura de Paris e, também, na Escola de Belas Artes de Paris, onde trabalhou com o pintor argentino Antônio Segui. “Lá, eu não permaneceria muito tempo, na medida em que sentia que já havia desenvolvido um trabalho pessoal e daí preferir continuar sozinho.A Escola de Belas-Artes é uma grande indústria, onde é difícil encontrar o seu lugar, informa Duthoit.
Após um trabalho solitário e algumas exposições coletivas, recebeu um convite de uma escola de Arquitetura em Paris para fazer sua primeira exposição individual onde apresentou um conjunto de 20 trabalhos.
Em seguida a esta exposição estabeleceu contatos com a Galeria Nesle onde fez outra exposição individual seis meses após. Realizou desde então outras exposições em Paris, no interior, bienais e outros.
Teve a oportunidade de fazer cenário para uma peça de teatro assim como para um espetáculo de dança dirigido por Valerie Armande, coreógrafa que desenvolve um trabalho com danças e artes plásticas.
Atualmente ao deixar Paris, tem a sua frente três projetos de exposições que se realizarão em junho de 88- Paris: em outubro 88-Munique e março 89 em Los Angeles.
Após todos esses anos passados, trabalhando em Paris, veio o desejo de fazer uma viagem que pudesse alimentar o espírito dando uma nova energia ao seu trabalho.
Então escolhi o Brasil."
-Por que a escolha do Brasil?
“Sentia uma grande necessidade de deixar um povo, o cinzento, aliviar-me do peso cultural que existe em Paris. Necessidade de encontrar outros artistas com uma nova energia, com uma vontade de fazer arte e não somente tráfego de quadros.
Duthoit disse ainda que sentia o desejo de energia, de cores, de caras interessantes, diria quase comoventes, corpos, atitudes corporais, de uma certa loucura, de um modo de viver, tudo isso que é difícil encontrar em um inverno parisiense. Foram alguns artistas brasileiros que trabalham em Paris que de uma certa maneira me orientaram para o Brasil e a Cidade do Salvador.

  ARTISTAS AJUDAM CRIANÇAS DO GACC

O Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC) vai promover um leilão com 100 obras entre quadros, esculturas e gravuras. O leilão será realizado na Galeria O Cavalete, e Jaci Brito está empenhada em que o leilão tenha grande sucesso em que o leilão tenha grande sucesso, tendo em vista a carência existente para atender dezenas de crianças com câncer, principalmente provenientes das classes menos favorecidas. Algumas telas são doações de artistas para o grupo de Apoio a Criança com Câncer e outras são da própria galeria que dará uma percentagem para que essa obra social alcance seus objetivos; dando uma maior assistência as crianças acometidas de câncer.

 JOSÉ BANDEIRA EM BRASÍLIA COM SUA 
ARTE MULTICOLORIDA


Foi uma semana movimentada para o pintor José Bandeira, que esteve em Brasília quando mostrou seus trabalhos no Ministério das Comunicações e no Hotel Nacional Bandeira vendeu todos os trabalhos que levou para a capital federal, inclusive esta tela da foto ao lado está na galeria Seráfico. O sucesso foi tão grande que Bandeira está trabalhando em novas telas para duas outras exposições que pretende fazer em Brasília. O artista capta com traços rápidos e volumes que definem a figuração o aglomerado de casarões da velha Salvador. Sua arte traz a marca não apenas do Brasil Colônia, mas também da religiosidade do baiano, que tem um dos mais ricos calendários religiosos do mundo. Bandeira, que também é dentista, tem realmente sensibilidade de captar todo este clima, inclusive as cores fortes deste País dos trópicos.

FOTOS DO LENDÁRIO JEAN MERMOZ

O Núcleo de Artes do Desenbanco abre hoje, às 19h30min, a exposição de fotografia sobe Jean Mermoz, pioneiro da aviação, uma figura lendária a quem foram dedicados vários livros e filmes.
A exposição fica aberta ao público do dia 11 ao dia 15, das 8h30min às 18 horas, no salão de exposição do Núcleo de Artes, edifício sede do Desenbanco, andar térreo.
Exupéry fotografado por Jean Mermoz
Jean Mermoz realizou a primeira travessia comercial do Atlântico-Sul num Iate 28, chamado Comte-de-la-Vaulx, em 1930, com 121 quilos de correio, que transportou de Saint Louis, no Senegal a Natal, no Brasil. Com outros pilotos, incluindo brasileiros, realizou trabalhos pioneiros na abertura de campos de pouso ao longo da costa, entre o Rio Grande do Norte e o Rio grande do Sul.
Mermoz foi contemporâneo e companheiro de trabalho de Antoine de Saint-E-xupéry que registrou no seu livro, Terra dos Homens, uma frase muita verdadeira sobre o trabalho de pioneiro da aviação comercial: “Esta é a moral que Mermoz e tantos outros me ensinaram. A grandeza de uma profissão é, talvez, antes de tudo, unir os homens. Só há um luxo verdadeiro. O das relações humanas”.


DALI MESMO NO LEITO DOA TELA À CATALUNHA

O imprevisível pintor espanhol Salvador Dali, que está há dois anos no leito, recebeu em sua casa, em Figueiras, o presidente catalão Jordi Pujol, no último dia 4 de abril, quando fez a doação do quadro “O nascimento de uma deusa” para o governo da Catalunha. O quadro traz a marca da genialidade de Salvador Dali, que sempre se posicionou pela independência da Catalunha. Dali, embora debilitado, ainda surpreende as pessoas que lhe cercam com chamas de consciência, demonstrando que ainda estão vivas e registradas em sua mente informações sobre sua visão do futuro, marca da sua genialidade.

          GALERIA REÚNE 14 ILUSTRADORES DE JORGE 

A partir do dia 14 os ilustradores das obras de Jorge Amado estarão reunidos numa exposição no Escritório de Arte da Bahia, em comemoração do primeiro ano de criação da Casa de Jorge Amado, no Pelourinho. São 14 ilustradores: Glauco Rodrigues, Regina Katz, Iberé Camargo, Poty, Frank Schaeffer, Carlos Bastos, Anna Letícia, Carybé, Mário Cravo Júnior, Aldemir Martins, Floriano Teixeira, Jenner Augusto, Carlos Scliar e Calasans Neto.
No mesmo dia será comercializada a Revista Exu, número 2. que, nesta edição, traz trabalhos de Antônio Risério, Nelson Araújo, Jorge Amado, Ordep Serra, Júlio Lobo, Dulce Ferraro, Aldemar Santos, Ricardo ramos, um ensaio fotográfico de Mário Cravo Neto e ilustrações de Vauluizo Bezerra.