sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

DOIS BAIANOS NO RANKING DA ARTE BRASILEIRA


    DOIS BAIANOS NO RANKING DA ARTE BRASILEIRA

Waltércio  com uma de suas  esculturas
Apenas dois baianos aparecem no ranking feito pelo pessoal do Itaú Cultural através um cuidadoso levantamento estatístico. São eles  Mário Cravo Neto que está no 23º e, Emanoel Araújo que aparece entre os curadores com mais exposições realizadas entre 1987 a 2012.que realizaram exposições aqui e no exterior.O primeiro colocado é o artista carioca Waltércio Caldas, hoje,com 66 anos de idade, o qual participou de 314 mostras entre coletivas e individuais neste período.Depois vem Regina Silveira, gaúcha, de 73 anos, com apenas 14 exposições a menos. Em seguida aparecem Vik Muniz , 296 mostras; Cildo Meireles, 291 e Antônio Dias com 274.

Somente tês artistas não estão mais em atividade: Iberê Camargo - 1914-1994 , Hélio Oiticica -1937-1980 e Mário Cravo Neto -1947-2009. Lembremos que Oiticica chegou a liderar o ranking elaborado anteriormente pelo Itaú Cultural, que na época levou em consideração as exposições feitas entre 2001 a 2010,quando ele teve 210 mostras.
Desde 1987, ano de fundação do Itaú Cultural que este levantamento vem sendo feito e vemos que os contemporâneos saem na frente dos modernos em visibilidade. Portanto, a arte contemporânea está em alta aqui e no exterior. 
Falando sobre este momento Waltércio Caldas expressou recentemente que veio fazer a sua primeira mostra no exterior quando tinha 40 anos e que hoje várias artistas com idade entre 20 a 30 anos já estão expondo por lá. Para ele isto deve-se ao aumento do número de espaços para exposição e porque hoje o mercado externo está mais aberto para os artistas brasileiros.
Ele confessa que faz por ano uma média de 10 a 12 esculturas, e às vezes apenas uma ou duas. 
Está expondo a partir de amanhã, 2 de fevereiro na Pinacoteca do estado de São Paulo , com o nome de O Ar Mais Próximo e Outras Matérias, com um total de 87 obras.

Foto de Mário Cravo Neto
Mário Cravo Neto ,nasceu em Salvador em 20 de abril de 1947 e faleceu em 9 de agosto de 2009, é um dos  grandes nomes da fotografia.Filho do escultor Mário Cravo Júnior, viveu em Nova Iorque entre 1968 e 1970, onde estudou na Art Student League. Participou da Bienal Internacional de São Paulo em 1971, 1973, 1975, 1977 e 1983 e recebeu diversos prêmios nacionais de fotografia]. Sua obra faz referências à sua cidade natal e faz parte do acervo de diversos museus como o Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e o Stedelijk Museum, em Amsterdã, entre outros.Colaborou com as revistas Popular Photography e Câmera 35 e publicou onze livros.

Já o baiano de Santo Amaro da Purificação,  Emanoel Araújo está ai vivíssimo e produzindo sem parar. É uma figura ímpar entre os artistas brasileiros e um grande curador. Publico parte de sua biografia para que os novos tomem conhecimento desta grande figura baiana.
Foto recente do querido Emanoel Araújo
Emanoel Alves de Araújo (Santo Amaro da Purificação BA 1940). Escultor, desenhista, ilustrador, figurinista, gravador, cenógrafo, pintor, curador e museólogo. Aprende marcenaria com o mestre Eufrásio Vargas e trabalha com linotipia e composição gráfica na Imprensa Oficial, em Santo Amaro da Purificação, Bahia. Realiza sua primeira exposição individual em 1959. Na década de 1960, muda-se para Salvador e ingressa na Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia - UFBA, onde estuda gravura com Henrique Oswald (1918 - 1965.Ai vieram sucessivas vitórias em vários campos de sua atividade.